Comunidade Integrada

O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMO AÇÃO COLETIVA

Um programa que promove o desenvolvimento por meio da parceria entre empresa, sociedade civil e poder público.

Implementado originalmente no Estado do Tocantins, nos municípios de Bom Jesus do Tocantins, Pedro Afonso e Tupirama, de 2011 a 2015, o Comunidade Integrada é um programa de desenvolvimento territorial sustentável que a Fundação Bunge põe em prática em localidades onde a Bunge atua. 

O programa se estrutura em três fases: 1) Diagnóstico de Socioeconomia: análise da realidade regional e da relação da empresa com as comunidades locais, para identificação de potencialidades, projeção de impactos, riscos e oportunidades; 2) Elaboração de Plano de Gestão Integrada: detalhamento das iniciativas a serem priorizadas e transformadas em projetos; 3) Execução do Plano: implantação e monitoramento das ações definidas, com mecanismos de gestão e avaliação que ficam sob corresponsabilidade da empresa, da comunidade e do poder público. 

Entre 2014 e 2017, o programa foi implementado também no Pará, nos municípios de Barcarena e Itaituba, tendo como metas a proteção integral à criança e ao adolescente (por meio do combate à exploração sexual infantil), o desenvolvimento econômico (por meio da formação e desenvolvimento das comunidades locais). 

Em 2018, pensando na importância da diversidade no mercado de trabalho, a Fundação Bunge reuniu o Poder Público Municipal, a iniciativa privada, organizações do Terceiro Setor e entidades de formação de Rondonópolis (MT) para promover a inclusão e a formação de Pessoas com Deficiência e Jovens Aprendizes no mercado de trabalho local. Dessa iniciativa nasceu o "Redes - Valorizando Jovens e Pessoas com Deficiência". O projeto desenvolve ações práticas de aproximação de pessoas com deficiência e jovens com as entidades formadoras e o mercado de trabalho. Desde as primeiras ações, quase três mil pessoas já foram envolvidas em treinamentos, sensibilizações, seminários e feiras de empregabilidade.

Para gerar oportunidades, o Redes criou o site www.soupartedoredes.org para cadastro de currículos e comunicação de vagas de trabalho, aproximando pessoas com deficiência e jovens aprendizes das empresas.

No final de 2019, o projeto Redes chegou também ao município de Gaspar (SC), em parceria com o poder público, para promover a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho local.

Em 2020, durante o período de isolamento social, devido a pandemia do novo coronavírus, a Fundação Bunge criou a campanha “Comprando da Vizinhança, Eu Fico Em Casa”, que incentiva o consumo local sem a necessidade de sair de casa, por meio de compras por telefone e internet. A ação identifica os micro e pequenos empreendedores das cidades de Rondonópolis (MT), Gaspar (SC), Uruçuí (PI) e Cabo de Santo Agostinho (PE) e compartilha seus produtos e serviços com a população local por meio de aplicativo de mensagem instantânea e mídias sociais. A campanha estimula os pequenos negócios de bairro, que são os mais afetados pela pandemia.

Imagens