Ao continuar a navegar neste website, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Centro de Memória Bunge

Valorizando
o passado na
construção de um novo aprendizado

Mais de um século de conhecimento ao alcance do público, em um dos mais completos acervos de memória empresarial do País.

Criado em 1994, o Centro de Memória Bunge traz preservada e acessível ao grande público a história de mais de 100 anos da Bunge no Brasil, na forma de mais de 1.5 milhão de documentos cartográficos, iconográficos, filmográficos e textuais, entre outros. Um patrimônio que narra não apenas a trajetória da Bunge no País, como a evolução dos valores, costumes e modos de organização da própria sociedade brasileira. 

Para facilitar o acesso a todo esse conhecimento acumulado, o Centro de Memória Bunge disponibiliza seu acervo online, atende gratuitamente a pesquisas e promove ações educativas sobre preservação e gestão da memória empresarial.

Objetivos:

  • Guarda e preservação
  • Disseminação do conhecimento
  • Utilização do acervo para tomadas estratégicas de gestão.

 

Atividades:

  • Atendimento a pesquisas;
  • Exposições temáticas;
  • Processamento técnico;
  • Jornadas culturais;
  • Oficinas de preservação;
  • Visitas técnicas;
  • Integração de novos colaboradores Bunge.

 

 

O Centro de Memória Bunge faz parte da Associação Brasileira de Memória Empresarial (ABME), cuja missão é fortalecer as políticas e as práticas de memória empresarial no país.

 

Jornadas Culturais

Promovidas pelo Centro de Memória Bunge desde 2004, neste ano, serão quatro eventos gratuitos e abertos ao público

O Centro de Memória Bunge promove as Jornadas Culturais 2022 com o tema central os Direitos Humanos. São quatro eventos (dois online e dois presenciais) em parceria com as instituições Museu da Pessoa, Associação Brasileira de Memória Empresarial (ABME), Museu da Imigração e Museu do Café.

O primeiro evento online abordou A atuação em redes e parcerias - soluções para ampliar ações em instituições que trabalham com memória e foi realizado em parceria com o Museu da Pessoa e com a participação da organização Atados.

Para agosto, está programado o evento online sobre A diversidade como um caminho para a inovação - Uma abordagem histórica, uma reflexão sobre o agora, um olhar para o futurocom a participação de Janaína Gama, consultora e head de Educação Corporativa da Mais Diversidade da Mais Diversidade; e Gabriela Blanchet, presidente do Instituto Brasileiro de Direito e Ética Empresarial (IBDEE). A mediação será de Silvia Pedrosa, jornalista responsável pelo desenvolvimento institucional da Associação Brasileira de Memória Empresarial (ABME).

Em setembro e outubro, serão promovidos dois encontros presenciais. Confira a programação completa e faça sua inscrição gratuita no link:  Jornadas Culturais (airtable.com)

Serviço das Jornadas Culturais 2022

Serviço:

Jornadas Culturais 2022

A DIVERSIDADE COMO UM CAMINHO PARA INOVAÇÃO

Uma abordagem histórica, uma reflexão sobre o agora, um olhar para o futuro

Data: 24/08, das 10 às 12 horas

Inscrições gratuitas pelo link: https://airtable.com/shrUcVbDBKfcyOKDC

Transmissão: Facebook e Youtube da Fundação Bunge

Palestrantes

Janaína Gama - head de Educação Corporativa da Mais Diversidade

Consultora, palestrante e head de Educação Corporativa da Mais Diversidade. Formada em Letras e Direito, concluiu Mestrado em Políticas Públicas em Direitos Humanos (NEPP-UFRJ) e Especialização em Direitos Humanos, Gênero e Sexualidade na Fiocruz. Atualmente, concilia o Doutorado em Políticas Sociais na Universidade Federal Fluminense com MBA em Neurociência, Comportamento e Desempenho do IPOG e participa do Grupo de Estudos em Neurociência, Gestão, Liderança e Performance do Instituto Conectomus.

Gabriela Blanchet - presidente do Instituto Brasileiro de Direito e Ética Empresarial

Sócia fundadora do Blanchet Advogados, escritório especializado em projetos de Governança Corporativa e estruturação de negócios e Presidente do Instituto Brasileiro de Direito e Ética Empresarial. Mestre em Direito pela Escola de Direito da FGV/SP, pós graduada em Direito Tributário pela PUC/SP e certificada pelo programa ESG Competent Boards Global Certificate and Designation, onde é Conselheira Consultiva do ESG Land Global Summit. É membro da Comissão do Conselho do Futuro do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa – IBGC e da Comissão CEE 309 da ABNT, além de mentora no programa Womentor da Escola de Direito da FGV/SP.

Mediação:

Silvia Pedrosa – jornalista, responsável de Desenvolvimento Institucional da Associação Brasileira de Memória Empresarial- ABME.

24/09 - Presencial

JORNADA 3 - Patrimônios do Migrar no Brasil: História e Novas Perspectivas”.

Desde sua constituição, a jovem nação brasileira foi alicerçada na presença de milhares de trabalhadores migrantes em seu território. Chegados por razões, épocas e projetos políticos diversos, esse processo não ocorreu sem complexidades e contradições. Desde o início do século XIX, a migração para o Brasil, levanta a necessidade de um debate sobre o tempo presente, sobre políticas públicas e sobre o nosso futuro como nação. Não é um tema exclusivo do passado. Por isso, precisamos pensar sobre os migrantes que viveram e vivem em nosso país e sobre o patrimônio que vimos constituindo até agora. Convidamos instituições ligadas ao patrimônio cultural migrante, agências,  grupos de estudo e imigrantes para responder e debater a questão: “Qual é o patrimônio das migrações no Brasil?”.

Local: Museu da Imigração

Palestrantes: a confirmar

  • Mediação: Viviane Morais

20/10 - Presencial

JORNADA 4 - MEMÓRIA LOCAL E URBANIZAÇÃO

A importância da memória afetiva na valorização e ressignificação dos patrimônios edificados.

  • Local: Museu do Café em Santos
  • Palestrantes: a confirmar
  • Mediação: Viviane Morais

Imagens