Ao continuar a navegar neste website, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A importância da Preservação dos Acervos Científicos para os avanços nas áreas das Ciências Biológicas, Ecológicas e da Saúde.

Data: 14 de maio de 2021
Horário: das 14h às 16h

Dialogar sobre a importância da preservação de acervos científicos abre espaço para falar sobre o processo no qual a sociedade busca desenvolver valores sociais, atitudes e habilidades para a conservação do meio ambiente e sua sustentabilidade. Esse percurso, em contínua construção, registrado nos documentos de diversas áreas científicas, necessita de profissionais e instituições que os guardem, preservem, organizem e disponibilizem para os avanços das Ciências. Permitindo aprimorar a relação entre meio ambiente e saúde coletiva, incentivando mais pesquisas em prol de melhorias para o desenvolvimento da sociedade como um todo.

Palestrantes

Pietra Diwan
Mestre e doutora em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Desenvolve, há mais de duas décadas, pesquisa sobre a história da eugenia no Brasil e no mundo. Assistente na revista História Viva. Trabalhou em diversos projetos editoriais no Brasil na função de editora de iconografia e editora assistente na revista História Viva. É autora de Raça Pura: uma história da eugenia no Brasil e no mundo (2007). É membro do Conselho de Pesquisa Bioética da University of Kentucky e membro da Society of Social Studies of Science e da American Historical Association. Professora adjunta de História dos Estados Unidos (1865-presente) no The Arts Institute (Estados Unidos), comentarista na rádio Showtime e cofundadora do Memorial Pandemia (2020).

Aline Lopes de Lacerda
Pesquisadora e atual chefe do Serviço de Arquivo Histórico da Casa de Oswaldo Cruz / Fiocruz, especialista no tratamento arquivístico de documentos fotográficos de valor permanente. Possui graduação em História e mestrado em Comunicação, ambos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo, USP, com tese sobre a fotografia nos arquivos.

Mediação: Viviane Morais, doutora em História Social e pesquisadora do Centro de Memória Bunge.

Inscrições encerradas