Prêmio Fundação Bunge 2017

Sobre o prêmio

Em 2017, o Prêmio Fundação Bunge contempla profissionais das áreas de Ciências Agrárias, no tema Desafios globais da sustentabilidade do agronegócio brasileiro e Ciências Humanas e Sociais, com o tema As transformações do Direito brasileiro e seus impactos na teoria Geral do Direito. Alysson Paolinelli, é o agraciado em Ciências Agrárias, na categoria Vida e Obra e Marcelo Loureiro Garcia, na categoria Juventude. Já em Ciências Humanas e Sociais, os homenageados são Cláudia Lima Marques, na categoria Vida e Obra e Ivar Alberto Martins Hartmann, na categoria juventude.

As indicações aos Prêmios foram realizadas em maio pelas principais universidades e entidades científicas brasileiras. A partir das indicações, Comissões Técnicas, compostas por especialistas nacionais e internacionais em cada área de premiação, escolheram os homenageados na categoria Juventude e selecionaram aqueles cujos trabalhos foram observados na categoria Vida e Obra. A decisão coube ao Grande Júri, formado por reitores, representantes de entidades científicas e culturais, além de ministros de Estado. O resultado foi divulgado em 11 de agosto.

Os contemplados de cada área recebem R$ 150 mil e R$ 60 mil, respectivamente, além de medalhas e diplomas em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, em 27 de setembro de 2017.

Conheça um pouco mais sobre os temas

Conheça os contemplados de 2018

Desafios globais da sustentabilidade do agronegócio brasileiro

Categoria Vida e Obra

Desafios globais da sustentabilidade do agronegócio brasileiro

Categoria Juventude

Transformações do Direito brasileiro e seus impactos na teoria geral do Direito

Categoria Vida e Obra

Transformações do Direito brasileiro e seus impactos na teoria geral do Direito

Categoria Juventude