Fundação Bunge oferece cursos de capacitação profissional no Pará - Novidades - Fundação Bunge
Texto

Novidades

Fundação Bunge oferece cursos de capacitação profissional no Pará


Publicado em 15/07/16 às 15h00 envie a um amigoenvie para um amigo imprimir esta
novidade

A Fundação Bunge deu início a novos cursos de formação profissional no Pará. Este ano, cerca de 135 jovens dos municípios de Barcarena e Itaituba aprenderão um ofício por meio de cursos profissionalizantes. Os cursos são parte das ações do programa de desenvolvimento territorial sustentável Comunidade Integrada.

Para este ano, estão programados os seguintes cursos selecionados a partir de diagnósticos sobre as necessidades da região:

> Mecânico de Motores a Diesel (parceria com o SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) – Aqui, os jovens vão aprender a realizar serviços de desmontagem, montagem, ajustes e inspeção de componentes de motores a diesel, seguindo as normas dos fabricantes e os princípios de qualidade, saúde, segurança e respeito ao meio ambiente.

> Mecânico de Manutenção Industrial (SENAI) – Os alunos aprenderão a realizar manutenção e instalação mecânica em máquinas e equipamentos, de acordo com padrões técnicos, de segurança, de qualidade e de preservação ambiental.

> Eletricista Industrial (SENAI) – O curso prepara os profissionais para executar trabalhos de montagem e manutenção de instalações elétricas em baixa tensão, e de sistemas elétricos de máquinas e equipamentos. Eles aprendem a interpretar esquemas e diagramas, realizar levantamento de cargas, montagem de quadro de distribuição e de comando, instalação de dispositivos, componentes e materiais, e programar controladores lógicos, de acordo com as normas técnicas, ambientais de qualidade e de saúde e segurança no trabalho.

> Classificação de Grãos (parceria com o SENAR  Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) – O curso passa orientações sobre a classificação de grãos em geral (soja, milho e outros), com a aplicação de técnicas de avaliação de qualidade, textura, formato e tamanho de grãos, identificando suas modalidades e originações. A análise de grãos é realizada a partir de equipamentos disponibilizados pelo próprio SENAR-AP/PA, por intermédio do instrutor que aplicará o curso.

> Operador de Pá Carregadeira (parceria com o NEPAM - Núcleo de Ensino Profissionalizante da Amazônia) – O operador de pá carregadeira realiza operações de movimentação de materiais, cobertura de valas, corte, regularização, aterro, desmatamento, destocamento, utilizando pá carregadeira e acessórios. O curso é estruturado para aperfeiçoamento desse tipo de profissional, atendendo aos requisitos de qualidade, segurança, meio ambiente e saúde para o segmento de construção, montagem e terraplanagem.

> Inglês (parceria com a Microlins) – Aqui, o aluno aprende inglês se comunicando e vivenciando situações do dia a dia, colocando em prática sua evolução nos estudos. Durante o curso, o estudante tem contato com o uso do inglês nas 15 situações mais urgentes do cotidiano. Ideal para profissionais que precisam conhecer o idioma básico para receber estrangeiros.

> Excel e Excel Avançado (Microlins)
O curso ensina sobre os usos mais comuns do Excel, como formatação, fórmulas e funções, gráficos, filtros, formulários simples, impressão, publicação, entre outros. Já no modulo Excel Avançado, há um aprofundamento do uso do programa. O aluno tem contato com análise de gráficos, criação de tabelas dinâmicas, criação de listas suspensas simples e dinâmicas, matemática financeira no Excel, auditoria de fórmulas, programação de controle de vendas em VBA, entre outros.

Além de SENAI, SENAR, NEPAM e Microlins, as formações acontecem, também, em parceria com as prefeituras e lideranças locais. Estas lideranças comunitárias são responsáveis pelas indicações dos alunos, seguindo os seguintes critérios: idade mínima de 16 anos; ter segundo grau completo (ou estar no último ano) e ser morador dos bairros próximos às operações da Bunge.

A primeira formação do ano, de Mecânico de Motores a Diesel, teve início em 13 de junho, em Barcarena, com carga horária de 160 horas. O último está previsto para 3 de outubro, em Itaituba, sobre Classificação de Grãos, com carga horária de 16 horas.

Comunidade Integrada

O Comunidade Integrada foi criado em 2011, com o objetivo de orientar o investimento social privado de forma articulada e integrada com as comunidades e políticas públicas da região do Delta do Tocantins. Em 2014, ele foi expandido para Barcarena e Itaituba, no Pará. Apenas em 2015, o programa formou 229 pessoas em cursos técnicos profissionalizantes, sendo 112 em Barcarena e 117 em Itaituba.

Para saber mais sobre a iniciativa, acesse: www.fundacaobunge.org.br/projetos/comunidade-integrada.



Comentários

Os comentários divulgados no site da Fundação Bunge são de responsabilidade dos usuários e não refletem os valores da Fundação Bunge.

Nenhum comentário encontrado

Envie seu comentário



Imagem de segurança



Mais notícias

14/11/18 - Homenageados recebem Prêmio Fundação Bunge Com a presença de cerca de 300 pessoas e convidados ilustres, o evento foi realizado na sede do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), em São Paulo

08/11/18 - Prêmio Fundação Bunge homenageia escritores de Literatura Infantojuvenil e pesquisadores da área de Ciências Agrárias Cerimônia de entrega acontecerá no dia 13 de novembro, em São Paulo

10/10/18 - Rondonópolis terá programa para qualificação e inserção de jovens e pessoas com deficiência no mercado de trabalho Iniciativa lançada nesta terça-feira, 9, conta com a participação da Prefeitura e de cerca de 100 empresas, representantes de sindicatos, associações, entidades e autoridades

26/09/18 - Voluntários do Comunidade Educativa promovem atividades em diversas regiões brasileiras O objetivo dessas ações é promover reflexões sobre diversidade

14/09/18 - Fundação Bunge no 11º Encontro da ABRH O evento aconteceu dia 12 de setembro com o tema Gente, Gestão e Resultado: O poder está nas pessoas

23/08/18 - Empresários e entidades de Rondonópolis se reúnem para discutir inserção de jovens e pessoas com deficiência no mercado de trabalho O objetivo dessa rede é a construção de um projeto para qualificar esse público no mercado de trabalho da região