De que formas você incentiva as crianças a lerem? - Fórum - Interatividade - Fundação Bunge
Texto

Interatividade

FórumFórumenvie a um amigoenvie para um amigo

De que formas você incentiva as crianças a lerem?

  • 03/08/12 às 10h45

Em 2012, o programa de voluntariado corporativo da Bunge, Comunidade Educativa, lançou o projeto do “Pé de Livro Comunidade Educativa”, uma estrutura cenográfica desmontável, em formato de árvore, que acompanha um tapete verde, almofadas e um kit de 15 livros de literatura infanto-juvenil.

O “Pé de Livro Comunidade Educativa” surgiu alinhado às diretrizes definidas pela Fundação Bunge para o programa a partir deste ano, voltadas a um tema muito importante para a construção de um país mais alfabetizado: a mediação da leitura – a arte de despertar, no outro, o gosto pela leitura.

Recentemente, a Fundação Bunge convidou alguns blogs voltados à educação e à literatura infanto-juvenil para perguntarem a seus leitores: “De que formas você incentiva as crianças a lerem?”. Os autores das melhores respostas seriam presenteados com cinco livros do kit. O retorno superou nossas expectativas – não faltaram respostas criativas, inovadoras e também histórias emocionantes.

Agora, perguntamos para você, que acompanha o site da Fundação Bunge: “De que formas você incentiva as crianças a lerem?”. Conte sua experiência aqui em nosso fórum e presentearemos o autor da melhor resposta com cinco obras que fazem parte do kit do “Pé de Livro Comunidade Educativa”.

O prazo para envio das respostas se encerra no dia 31 de agosto, sexta-feira.

EDITADO:

A resposta escolhida foi de Lucimar Aparecida Martins de Oliveira!

Parabéns, Lucimar e obrigado a todos por compartilharem suas experiência e ajudar-nos na disseminação de um tema importante para formações de cidadãos aptos em leitura e comprometidos com o futuro. Para a Fundação Bunge, alimentar ideias é sustentar o mundo.

 

Responder ao tópico


  • 06/08/12 às 18h00
  • Por: MAGADYEL MATIAS MOURA DE MELO

Em casa, com minhas duas filhas. Naomy, 10 e Nayara, 2. Eu sempre deixo os livros acessíveis, de modo que elas possam vê-los, tocá-los, e saber que de dentro deles podem sair estórias maravilhosas, imagens fantásticas e diversas visões de mundo. Na sociedade já participei de projeto denominado Hora do Conto, onde, eu, interpretando personagens, contava estórias para as crianças e adolescentes que visitavam o meu local de trabalho no momento. Uma biblioteca.

Responder a esta mensagem

  • 09/08/12 às 20h30
  • Por: Claudia Menacho

Incentivo a leitura da minhas filhas "com o exemplo".

Responder a esta mensagem

  • 09/08/12 às 20h45
  • Por: Rachel

Acho que o incentivo à leitura deve começar desde cedo. Meu filho quando bebê já tinha, junto aos seus brinquedos, livrinhos de borracha, de pano, 3D, no qual podia explorar em qualquer canto da casa e até no banho. Sempre quando se interessava eu o ajudava a explorar aquele livro contando a bela e rápida história, com paixão e entusiasmo impregnado no corpo e em minhas expressões faciais. Depois de 1 ano, preparei um cantinho das "historinhas" para que ele pudesse ver e escutar os contos, ora livremente, ora convidado por um dos pais. Hoje, com 2 anos e 4 meses, já se interessa pelas letrinhas e todos os dias passa no seu canto de livros, pede uma história ou ele mesmo conta, a seu modo, a história para um de seus amigos de pano!

Responder a esta mensagem

  • 10/08/12 às 18h00
  • Por: ilta

Ser um bom leitor é muito mais do que simplesmente ler palavras corretamente. O mais importante é entender e refletir sobre o que está lendo. Sempre fale com seu filho sobre o livro, sobre as figuras, sobre as personagens, como ele acha que vai ser o final da história, sua parte favorita etc. Assim você vai ver como está o entendimento dele e poderá ajudá-lo a desenvolver uma boa interpretação.E você? Que métodos tem usado para estimular seus filhos (ou alunos) a gostarem de ler?

Responder a esta mensagem

  • 10/08/12 às 18h15
  • Por: ilta

"Por meio da leitura, a criança desenvolve a criatividade, a imaginação e adquire cultura, conhecimentos e valores", A leitura frequente ajuda a criar familiaridade com o mundo da escrita.
Quem é acostumado à leitura desde bebezinho se torna muito mais preparado para os estudos, para o trabalho e para a vida. Isso quer dizer que o contato com os livros pode mudar o futuro dos nossos filhos. Estimule seu filho a embarcar na aventura que só o bom leitor conhece.

Responder a esta mensagem

  • 10/08/12 às 20h15
  • Por: Rute da Hora

Nos dias de hoje em que a internet e o cinema distrai crianças e adultos, levar essa turma a lerem com prazer é mais do que desafiador. Um dos trabalhos desenvolvidos em Língua Portuguesa com uma turma do 9º ano na escola na qual leciono, pedi para que os alunos se utilizassem da linguagem áudio-visual para recontar a história do livro 1808. Foi um sucesso! Os alunos buscaram toda criatividade para recontá-la. Apesar de muito trabalhoso, eles, que em princípio não gostaram da ideia de ter que lê-lo, usaram todo o potencial para fazer um trabalho de qualidade. Pude assistir a vídeos maravilhosos produzidos por eles. Essa é uma das formas que uso para levá-los a se tornarem leitores.

Responder a esta mensagem

  • 10/08/12 às 21h45
  • Por: Juliana Aparecida Mariano

Olá!! Trabalho com crianças de 7 anos e tento incentivá-las a lerem de diversas formas.Leio para os meus alunos diariamente e para isso procuro livros de qualidade para garantir o objetivo proposto.procuro sempre trazer novidades, falo sobre os autores. TEmos aula na Biblioteca, onde tambem leio para eles, eles levam livros para casa e me veem procurando leituras para eles e também para mim. Temos na escola uma enorme árvore ,com frondosa sombra e esse espaço sempre é usado para leitura. Os alunos adoram!! Na sala deixo para eles materiais diversificados como gibis, revistas de textos informativos, cientificos, livros,etc.Trabalho a leitura com muito prazer para que meus alunos sejam tão encantados quanto eu por esse mundo mágico e transformador.

Responder a esta mensagem

  • 11/08/12 às 17h30
  • Por: giany

Com os pequeninos tenho desenvolvido 3 momentos diferentes visando o incentivo a leitura. Todo dia temos "hora da leitura" onde apresentamos os diferentes gêneros com muita dedicação e criatividade para tornar a leitura mais atrativa. Na roda de leitura os pequenos tem a oportunidade de escolher e ler o livro que quiser, este momento é muito gostoso pois sempre estamos variando o lugar e levamos uma caixa de leitura para o lugar que pode ser o patio, a sal ade leitura, a nossa sala, debaixo de uma arvore até na quadra. O terceiro momento é uma trabalho de equipe onde cada professora escolhe um livro para a leitura; é feita a divulgação da capa e a escolha pelos alunos durante a semana e logo na seguinte os alunos vão para a sala do livro preferido que é decorada e/ou preparada para a uma leitura tema que faz a grande diferença. Assim posso dizer que eles já estão bem interessados que após ao termino de uma atividade eles pedem para ir ao cantinho d e leitura que temos na sala. Assim vamos trabalhando o incentivo à leitura na nossa escola.

Responder a esta mensagem

  • 11/08/12 às 18h00
  • Por: Edir Ferreira

Eu sou professora de educação infantl e incentivo minhas crianças a lerem a partir de vivências cotidianas, brincando, cantando, com parlendas, contos de fadas levando sempre para o mundo da imaginação e lendo sempre todos os dias para eles. Pois a viagem no mundo da leitura é maravilhosa!

Responder a esta mensagem

  • 11/08/12 às 19h00
  • Por: Iracema Braga de Souza

Eu as incentivo lendo uma história de um livro. Faço isso dando voltas na sala de aula, depois de um tempinho entrego o livro para uma criança, para que ela dê continuidade a história fico sentada no seu lugar observando, depois ela escolhe outra criança para continuar lendo a história até que todas as crinças da classe tenham lido e se misturado umas com as outras, chamo isso de leitura rotativa.

Responder a esta mensagem

  • 11/08/12 às 23h30
  • Por: Arislany de Queiroz Sather

Eu incentivo a leitura em minha escola através de dois projetos… o primeiro se chama “LÊ PRA MIM” e tem por objetivo fazer com que as crianças levem para casa uma pasta com um livro e um caderno perguntas… este livro só pode ser lido pelos pais para as crianças e se possível na hora de dormir… após a leitura os pais devem responder o caderno de perguntas onde constam questionamentos acerca de seus hábitos de leitura, interesses literários, influência e estímulos na leitura de seus filhos… os relatos são emocionantes pois os pais criam laços ainda mais fortes com os filhos.
O segundo projeto se chama “HORA DA LEITURA” que consiste em fazer com que exista um número de livros de acordo com o número de alunos em sala de aula…. cada aluno possui também um caderno…. todas as segundas feiras os alunos pegam um livro e permanecem com ele durante a semana inteira, os mesmos devem ler o livro e fazer registros no caderno referentes a um resumo do livro….é uma ótima atividade porque além de desenvolver a leitura trabalha também a escrita, a criatividade, as artes no momento de fazer um desenho que represente melhor o livro que foi lido.
Os dois projetos foram criados por mim e possuem ótimos resultados, um trabalha as relações em casa que muitas vezes se perdem devido a correria diária dos pais e o outro trabalha o intelecto.

Responder a esta mensagem

  • 12/08/12 às 06h45
  • Por: Daniela

Sou professora municipal, em um bairro carente, incentivo a leitura lendo diariamente para meus alunos, no inicio da aula. O livro, o gibi, o conto, o material utilizado na leitura, fica disponivel na sala onde todos os alunos tem a oportunidade de lerem ate o fim da aula. Alem disso, tenho em minha sala uma caixa de livros e uma com gibis, onde os alunos leem assim que terminam as atividades. |Toda segunda-feira vamos a biblioteca da escola, os alunos escolhem um livro e as sextas-feiras, faço um sorteio para dois alunos contarem a historia do seu livro para os amigos, este momento é muito bom, pois as crianças utilizam as entonações da leitura, fazem suspenses e o livro se torna o disputado da biblioteca na semana seguinte...

Responder a esta mensagem

  • 12/08/12 às 15h00
  • Por: Wanderlei Alves de Mello

Iniciei o incentivo aos meus alunos pela leitura por meio dos gibis. No início do ano pude acompanhar a resistência deles nas aulas de leitura e a partir daí, inseri diversos gibis, onde eles podiam escolher aquele que lhes agradasse. Meu objetivo era que a leitura fosse espontânea e prazerosa. Em poucas semanas, percebi que o interesse pela leitura havia aumentado e eles estavam se aprofundando cada vez mais nesse gênero textual, surgindo assim as primeiras perguntas, tais como: " o que significa esse balão?" ou " o que quer dizer esse GLUB?". Vi que era a hora certa de mostrá-los toda estrutura dos gibis, e fui apresentando-lhes as onomatopeias, significado dos balões e das expressões dos personagens, linguagens verbal e não verbal, etc.
Após isso, usei um programa de produção de HQ, o HAGAQUÊ e por último eles montaram seus gibis no site TOONDOO.
Depois de toda a familiarização com as palavras e o prazer pela leitura, passei a ler diariamente um texto no início de cada aula e hoje estou incentivando-os a retirarem um livro semanalmente na biblioteca da escola e percebo como a oralidade e escrita de cada aluno melhorou, tanto ortograficamente como também no aumento de vocabulário. Enfim, isso foi um resumo do meu humilde trabalho de incentivo à leitura.

Responder a esta mensagem

  • 12/08/12 às 21h45
  • Por: Andrea

Em casa as minhas filhas tem contato com os livros livremente, pois deixo em uma caixa e sempre elas pedem para eu ler.
Onde trabalho, leio histórias diaramente para os meus alunos, pois em casa nem todos tem oportunidade ou acesso a eles. No final das aula eles tem o cantinho do livro e sempre pedem para manusea-los. E existe ainda uma sala de leitura, com avental de histórias, diversos livros com espaço para eles lerem livremente, após a leitura do professor.

Responder a esta mensagem

  • 12/08/12 às 21h45
  • Por: Eliane A. T. Antunes

Leciono na Educação Infantil, isso me traz uma oportunidade singular para incentivar a leitura. Trabalho com bebês de 1 a 2 anos realizo leitura diariamente na “Hora da leitura” e em diferentes momentos da rotina, além disso, tenho um “cantinho da leitura” onde as crianças podem manusear os livros. Procuro também conscientizar os pais sobre a importância da leitura e o prazer que ela traz, leio nas reuniões e em outros eventos para demonstrar isso. Bebês são terras férteis para criar o habito tão precioso da leitura. Acredito que assim como a alimentação é fundamental para o corpo do bebê a leitura é indispensável para a mente.

Responder a esta mensagem

  • 13/08/12 às 10h00
  • Por: Célia Aparecida Guedes

Sou professora em Tarumã, na escola EM Gilberto Lex, com alunos do 3º ano do ensino fundamental.
Ler histórias para as crianças é a melhor forma de incentiva-las a leitura, é preciso criar o hábito, inserir na rotina, sempre de forma bem prazerosa, levar os alunos ao mundo do imaginário.
Assim busco a melhor maneira para que as crianças gostem desse momento de leitura.
No meu dia a dia faço vários tipos de leitura com eles: leitura feita por mim, estou lendo a coleção dos livros Querido Diário, Otário! tenho vários livros na estante da sala, para que as crianças façam sua leitura oralmente e contem a história para a sala, faço leitura com os alunos usando caixa de som e microfone, e sempre que possível alguns pais vem até a escola e fazem a leitura para os alunos, tenho uma amiga professora também da escola que em seu horário de estudo ela vai até a minha sala e faz a leitura para eles.

E toda a sexta- feira fazemos a leitura em um campo próximo a escola com muitas arvores, estendo um tapete bem grande onde eles deitam e escutam a historia de olhos fechados.
Acredito na leitura como forma de despertar nos alunos a importância da leitura em atividades do cotidiano, fortalecendo o processo de ensino aprendizagem.
Professora Célia Ap. Guedes

Responder a esta mensagem

  • 13/08/12 às 13h15
  • Por: sueli Aparecida da S.Lopes

Lendo para eles,contando histórias,realizando projetos de leitura,proporcionando no dia a dia contato com diversos tipos de textos;oportunizando-os a identificar,conhecer os diferentes gêneros textuais presentes em nossa Língua Portuguesa.Já em casa o exemplo é um grande ensinamento e sempre dou de presente livros para reforçar a importância de ler para aprender a viver nesse mundo.

Responder a esta mensagem

  • 13/08/12 às 13h30
  • Por: Aline bonifacio de Lima

Através da leitura de bons livros,de gibis,e de outros portadores de textos, das placas de trânsito ;contando parte da história num dia e deixando a outra para o outro dia.

Responder a esta mensagem

  • 13/08/12 às 15h30
  • Por: Lucimar Aparecida Martins de Oliveira

Quanto a leitura, juntamente com meus alunos desenvolvi um projeto de leitura em que toda semana os alunos levam um livro para casa e no dia combinado fazemos a roda da leitura, onde o aluno conta se gostou do livro, se indica para algum amigo entre outros. Eles ficam ansiosos para que toda terça-feira chegue logo, assim vão poder comentar do livro. O produto final desse projeto será reescrever uma história que tenha mais gostado e expor para os alunos menores (já que leciono para 4o. ano), e também os levarei para uma livraria, pois nunca foram e a escola vai colaborar financeiramente para que cada aluno volte para casa ao menos com 1 livro. Trabalho numa escola púbica e metade da sala moram na zona rural e o passatempo é leitura......

Responder a esta mensagem

  • 13/08/12 às 19h45
  • Por: SIMONI

NESTE SEGUNDO SEMESTRE ADOTEI UM MÉTODO DIFERENTE PARA AGUÇAR AINDA MAIS, O INTERESSE PELA LEITURA DAS CRIANÇAS DO PRIMEIRO ANO. ESCOLHI ALGUNS LIVROS DE RUTH ROCHA,TATIANE BELINKY E TAMBÉM ALGUNS DA COLEÇÃO LIVRO MÁGICO, CLÁSSICOS ETERNOS E OUTROS COM TEXTOS BEM INTERESSANTES. PROMOVI UMA MANHÃ DE LEITURA NA SALA COM TROCAS DE LIVROS E COMENTÁRIOS SOBRE AS HISTÓRIAS. E AS CRIANÇAS ESCOLHERAM O GRANDE RABANETE DA AUTORA TATIANA BELINKY, PARA DARMOS SEQUÊNCIA NO PROJETO "LEITURA EM FAMÍLIA". CADA CRIANÇA ESTÁ RE-ESCREVENDO A HISTÓRIA DO SEU JEITINHO,É CLARO COM AJUDA DA FAMÍLIA. NO FINAL DO RODÍZIO A TURMA VAI ESCOLHER A MELHOR HISTÓRIA E FINALIZAREMOS COM UM PRÊMIO PARA A MELHOR, MAS TODOS SERÃO PROMOVIDOS. AS CRIANÇAS ESTÃO ADORANDO A IDÉIA, E AS FAMÍLIAS ESTÃO INTERAGINDO MUITO BEM, E O MAIS IMPORTANTE É QUE ENTENDERAM A MENSAGEM DO LIVRO, ONDE O MESMO TRATA SOBRE O TEMA UNIÃO. AGORA JÁ ESTAMOS PENSANDO NUMA MANHÃ LEGAL, ONDE APRESENTAREMOS UM TEATRO BASEADO NA HISTÓRIA "O GRANDE RABANETE" PARA TODA A ESCOLA, MAS, CADA CRIANÇA IRÁ ESCREVER A SUA FALA.

Responder a esta mensagem

  • 13/08/12 às 20h30
  • Por: Flávia Carvalho

Para incentivar a leitura trabalho com os meus alunos do 1º Ano e com os seus familiares o Projeto “Ler e Aprender” o objetivo geral do projeto é desenvolver o gosto e o prazer pela leitura. Os objetivos específicos são: - desenvolver a linguagem oral e escrita, de modo a ampliar o vocabulário, o repertório linguístico; - incentivar a reflexão e o posicionamento crítico perante uma leitura, objetivando culminar na sistematização e no prazer do ato de ler diferentes tipos de textos; - estimular a leitura dentro do lar, com o envolvimento dos pais; - ampliar a atividade da leitura fora do ambiente escolar. Os alunos levam para casa uma malinha denominada “Maleta da Leitura”. Dentro da maleta coloco diferentes gêneros textuais e diferentes portadores de textos: contos, lendas, fábulas, poemas, parlendas, cantigas de roda, músicas, histórias em quadrinhos, livro de receitas, jornal local, folders, revistas informativas, revista Ciência Hoje e um caderno de registro onde os pais e os filhos respondem algumas questões. Faz parte também do projeto o “Cantinho da Leitura” e o “Caderno de Leitura” contendo músicas, poemas, parlendas, trava-línguas, cantigas de roda que foram trabalhadas em sala de aula.

Responder a esta mensagem

  • 15/08/12 às 17h15
  • Por: Erick dos Santos Alves

O incentivo da leitura às crianças ocorre quando há a interação entre imaginação e a realidade,Ora,os pequenos são motivados pelo "faz de conta" , pois assim exercitam a sua mente e surge grande entusiasmo em saber o final de cada conto.

Responder a esta mensagem

  • 15/08/12 às 19h15
  • Por: lidiane aparecida da silva

eu tenho uma filha de 5 anos e um sobrinho de 8 anos,incentivo a leitura comprando livros com imagens,fotos,perfumados e aqueles que podem ser lidos durante o banho. Sempre leio os livros antes de domirem e como sempre querem ouvir histórias,compro também gibis para que se divirtam,eles amam livros.lidiane

Responder a esta mensagem

  • 16/08/12 às 19h00
  • Por: sheila de paula natal

Meu nome é sheila, e tenho dois filhos um de 4 e uma de 3 anos, sou professora e quanto ao incentivo à leitura em primeiro lugar e de que tenho que ser o exemplo, com isso meus filhos sempre estão "lendo" e é muito gratificante ver que eles realmente "entram na história", leio a historia com eles e depois eles contam um pro outro através das gravuras e recordando o que eu li para é muito gratificante , e quanto meus alunos quando entro na sala a primeira coisa a se fazer é uma leitura, já faz parte da nossa rotina. É muito gratificante quando eles mesmos trazem algum livro de casa para compartilhar com a turma. Tenho plena certeza que eles gostam deste momento e que sei que um dia muitos se tornarão grandes escritores.

Responder a esta mensagem

  • 17/08/12 às 08h00
  • Por: Jerusa Schiochet

Lendo com prazer!
A leitura faz parte da minha prática docente e em casa com minha filha também. Nos dois momentos (trabalho/casa) mostro o prazer de ler, como é gostoso ouvir e ler histórias.

Responder a esta mensagem

  • 18/08/12 às 15h00
  • Por: Edson Eiji Sato

Sempre incentivo as minhas sobrinhas, levando elas a livrarias e dar a liberdade para escolherem os seus proprios livros. Dessa maneira elas escolhem o que mais agradam a elas, e não o que mais me agrada.
Outro ponto importante e ler junto com elas, perguntar sobre o livro, se elas entenderam e se tem alguma duvida.
A leitura precisa começar como um prazer e não como uma obrigação.
Grato.

Responder a esta mensagem

  • 21/08/12 às 22h30
  • Por: Michele Resende

O incentivo à leitura deve começar cedo, levando as crianças a locais onde os livros estão presente e quando maiores proporcionar as crianças momentos de lazer onde a leitura ou melhor os livros estejam incluídos.Deixar sempre livros espalhados pela casa pois assim as crianças sempre os terão em vista e uma hora ou outra terão vontade ou mesmo curiosidade de lê-los e essa são algumas de muitas maneiras de incentivar as crianças a lerem.

Responder a esta mensagem

  • 21/08/12 às 23h30
  • Por: Isabel C. S. Companhoni

Sou de uma família de professores e músicos amantes da leitura e da arte. Desde pequena convivi com livros espalhados por toda parte. Hoje presenteio amigos e filhos de amigos e parentes com bons livros. Quando meu filho Lucas Ryan nasceu já comprei a bíblia do bebê e lia para ele até pegar no sono. Quando ele, que hoje tem sete anos e meio, começou a ler logo tratei de "montar o arsenal" (rsss). Comprei vários livros adequados a sua faixa etária e dei a ele que logo se empolgou. A pouco comecei a incentivar livros sem figura. Estamos lendo juntos as Crônicas de Narnia de C.S Lewis. Apoás cada trecho comentamos e relembramos o que mais gostamos. Além do vínculo é um hábito que aprendi e quis cultivar nele. Espero que ele pense como eu quando tiver os filhos dele. Assim o hábito da leitura vai passando de geração em geração!

Responder a esta mensagem

  • 22/08/12 às 16h30
  • Por: Ieda Vargas

Olá! Meu nome é Ieda e sou professora na rede municipal há quinze anos em Joinville. Uma das atividades que faz com que meus alunos apreciem muito a prática da leitura é levar toda semana uma indicação de um bom livro! Os olhos brilham quando leio o resumo do livro e posso perceber neles a vontade de saber mais sobre a obra. Outra boa prática é a sacolinha da família! Toda semana uma criança leva a sacolinha enfeitada para casa. Nessa sacola está um ótimo livro e um bichinho do personagem principal da história! Eles não veem a hora de chegar sua vez, levar esse livrinho contar e mostrar para sua família. Todos em casa irão ler e alguém junto com a criança fará um comentário sobre o livro. Amo ler os comentários e sei que muitas vezes, para muitos papais e mamães essa é a única fonte de leitura naquela casa. O melhor de tudo é estar sempre trabalhando bons projetos com eles. Minha turminha está desenvolvendo o projeto de gibis, trago muito material relacionado aos gibis da turma da Mônica e tenho observado o crescimento deles na leitura e o entusiasmo quando propus que agora criássemos nosso próprio gibizinho na sala informatizada.É muito dez! Me sinto realizada sabendo que estou atingindo metas e objetivos!

Responder a esta mensagem

  • 23/08/12 às 16h15
  • Por: Sandra mara Cerbelo dos Santos

Sou professora de alfabetização e tenho uma filha de 4 anos. procuro despertar o gosto pela leitura lendo histórias interessantes ( contos de fadas )entre outros, faço encenação( teatro dos contos ), procuro ao ler, caprichar na entonação de voz..chamando assim a atenção das crianças. Deixo diversos livros ao alcance deles. peço que eles leiam da forma que quiserem...levo os alunos ,bem como minha filha à biblioteca para escolherem o livro que queiram.

Responder a esta mensagem

  • 24/08/12 às 09h00
  • Por: Daniela Gomes de Araujo

Faço parte de uma Entidade Social e incentivo a leitura das crianças atendidas na Entidade com um projeto complementar de leitura em casa. As crianças levam a sacolinha de leitura para casa semanalmente e assim incentivam os pais a participarem deste momento tão especial, estreitando assim o vínculo familiar e possibilitando o acesso aos livros, que a maioria das famílias são privadas pelo contexto social no qual se encontram. Na sala de atividades elas compartilham a experiência com as outras crianças e conta ao seu modo na roda de conversa a história, assim consigo proporcionar momentos agradáveis de leitura e o desenvolvimento da oralidade.

Responder a esta mensagem

  • 25/08/12 às 11h00
  • Por: Silvia Ambrogi

A leitura nos transporta para lugares que jamais poderiamos estar. Ler é viajar, é realizar, é transformar. Ler é o elemento necessário para mudar o mundo. Ler, não decodificar. A leitura precisa mudar algo no leitor para haver crescimento. Incentivar a leitura é formar pessoas melhores. Incentivo a leitura, lendo, divulgando minhas leituras e procurando sempre trocar experiências com outros leitores. Leio por amar.

Responder a esta mensagem

  • 25/08/12 às 21h15
  • Por: ivone luiz da silva anastacio

lendo para eles eu começo a leitura o próximo faz a outra leitura e assim segue todos tem que ler uma historia como uma competição vence quem melhor chamar a atenção assim todos procura dar o melhor de si .

Responder a esta mensagem

  • 26/08/12 às 03h15
  • Por: silvana martins dos santos

Incentivo a leitura, tanto dos meus alunos quanto em casa, lendo muito, e sempre contando para eles o que eu estou lendo, mostro o livro e conto o inicio da história de forma bem interessante, o resto ou seja o final da história, fica por conta deles ...

Responder a esta mensagem

  • 26/08/12 às 19h00
  • Por: Cláudia Aparecida Leite

O incentivo a leitura é realizada a partir da articulação da ação, da minha prática como exemplo impulsionar desta ação e posteriormente oportunizar viviencias e momentos que permitam as crianças sensações, sentimentos a partir da leitura ou audição de um bom livro tendo assim a leitura como um ato que gera prazer.

Responder a esta mensagem

  • 27/08/12 às 00h00
  • Por: fABIANA RODRIGUES ANTIQUERA

Olá!
Sou Diretora de escola, e lá na EMEF Barigui, os alunos possuem uma sala de leitura maravilhosa, intitulada Escritores do Brasil, os professores tem em sua rotina semanal a visita na sala como insentivo a leitura, o ambiente é aconchegante e tem vários livros.Acreditamos que a leitura é a principal ferramenta ao ensinar nossos alunos. Viva a leitura!!!!!

Responder a esta mensagem

  • 27/08/12 às 17h00
  • Por: luciana

Tenho um filho de 7 anos e desde quando ele tinha 1 aninho tenho comprado livros para ele. Com o passar do tempo ele descobriu as livrarias e ama tanto quanto uma loja de brinquedo.
Quando compro livros ele é o primeiro a querer escolher o próximo livro que ele irá ler.

Responder a esta mensagem

  • 27/08/12 às 17h00
  • Por: Luzimery Marques dos Santos

Faço com que as crianças tenham a curiosidade e o prazer em ler. Sempre mostro curiosidades e histórias que descobrimos através da leitura. Pesquiso o assunto que a criança mais se identifica e procuro obras de acordo, para que ela comece a ler um tema que já é de seu interesse.

Responder a esta mensagem

  • 27/08/12 às 17h30
  • Por: Lessandro Morini Trindade

Para meus afilhados e sobrinhos e para as crianças que interagirão comigo: "Olhem! Um livro infantil. Sabem como se escreve LIVRO? L "de Linda menininha ou menininho"; I "de Índio...olhem o desenho de um índio,aqui!"; V "de Vento: estão sentindo o vento entrando pela janela, nos seus rostinhos?? Ah! Sintam o "cheiro" do vento ele traz muita coisa e até lembranças, sabiam?"; R "de Ratinho: peguem esse brinquedo,aqui. É um ratinho, olhem!!"; O "de Onda: olhem, no desenho que o Tio tá fazendo, no papel, ondas na praia...vocês gostam da praia, né?! A resposta deles: Sim!!!!."
Então vocês gostam de livro de histórias e de aprender a ler, que é o que estão fazendo agora, minha criançada.
É isso o que faço. É isso o que farei. Instigá-los a ler, procurar associar todos os seus sentidos durante a grande aventura de se aprender a ler uma palavra, um livro. Tornar o livro, um dos seus grandes mestres da vida. Aprender a amá-lo.
Até mais!!!

Responder a esta mensagem

  • 27/08/12 às 21h30
  • Por: Ingrid Santana Ribeiro

Lemos juntos toda semana um livro de historinhas, e depois montamos um pequeno teatro com os brinquedos e representamos os personagens, para no fim, tirar um aprendizado positivo que possa aplicar em sua vida.

Responder a esta mensagem

  • 28/08/12 às 18h15
  • Por: Sirleidy Bispo

Sou ProfA e apaixonada por língua portuguesa, dedico um bom tempo da minha vida com os livros ex: Clarisse Lispector,Jorge Amado,Rubem Braga... sempre incentivei meus alunos a ler, pois, lendo é que se aprende, temos que ter fome por leitura´, atrvés dela alcaçamos o topo. Hoje me sinto feliz, pois, contribui para conquistas dos meus alunos, mas preciso incansavelmente ir em busca do saber da minha pequena Mª Clara, pois Deus me presenteou com essa jóia rara, uma criança especial que é a minha inspiração, a minha vida, por ela abrir mão de 20h de trabalho para dedica-lá, Pois preciso sim e muito de livros de incetivo a leitura para trabalhar a minha filha que tem apenas 7 aninhos e tem TDAH. A minha expectativa de ajuda é enorme.

Responder a esta mensagem

  • 28/08/12 às 19h30
  • Por: Professora Naira Regina Ferreira

Sentindo a necessidade de trabalhar e aprimorar a leitura e a escrita, comecei a trabalhar com os alunos o gênero memórias - Resgatando histórias, afetos e cidadania.
Despertar a criatividade de forma emotiva e intuitiva por meio das palavras é muito mais interessante do que estudar conceitos e regras soltos sem nenhum sentido. A partir desse reconhecimento, concluí que trazer as lembranças e os afetos à sala de aula, é conferir aos alunos a oportunidade de construir sua própria identidade. As crianças aprenderam a valorizar as pessoas e suas histórias de vida, portanto, estudar os procedimentos que envolvem o gênero memórias em situação escolarizada, tem um realce significativo no processo de formação de uma comunidade de leitores. Com o mesmo objetivo de desenvolver a capacidade leitora, a escrita e a oralidade comecei neste ano um outro projeto - Conhecendo os clássicos.
Escola Assis Brasil

Responder a esta mensagem

  • 28/08/12 às 19h45
  • Por: suli

Todo fim de semana tem brincadeiras... mas uma passadinha na livraria e/ou biblioteca fazem parte da rotina...e, vamos ler este livro juntas!

Responder a esta mensagem

  • 29/08/12 às 10h00
  • Por: Rosangela L. Scheuer Vali

Eu incentivo as crianças a terem o contato com a leitura na minha prática diária, pelo exemplo, oportunizando e apresentando gêneros textuais diferenciados como:livros, figuras, quadrinhos, revistas, poemas, jornais, palavras cruzadas,tirinhas,charges,etc), que despertem o encantamento, a imaginação, a curiosidade, a opinião subjetiva, a função social no cotidiano.
Também oportunizo um cantinho aconchegante e prazeroso especial de leitura em minha sala de Apoio Pedagógico com o Baú Mágico, o qual nos leva para o mundo da Leitura.Faço contação de histórias e os alunos também.Renovo constante o acervo para sempre ter novidades, novas viagens e descobertas.
Acredito na leitura e faço valer esta ideia pelo exemplo de ler!



Responder a esta mensagem

  • 29/08/12 às 21h30
  • Por: Joisa da silva pereira de Jesus

Sou professora , leciono para o 5º ano do ensino fundamental.Costumo ter na minha classe a disposição dos meus alunos, um cantinho da leitura, que mandei fazer no modelo de uma sapateira, bem colorida com cinco divisórias nele contém gibis, livrinhos e livretos, com diversos generos, revistas , jornais do bairro... sempre a disposição dos alunos logo que eles terminam a atividades eles pegam e leem sem compromisso.
Um dia da semana faço uma dinãmica que chamo de leio e reconto, eles já leram alguns livros e histórias e recontam para os colegas é sempre muito interessante e proveitoso.
Procuro também invcentiva-los contando histórias.
Um abraço a todos.
Joisa

Responder a esta mensagem

  • 30/08/12 às 00h45
  • Por: Ivana M Lampe

Sempre presenteio crianças com livros.

Responder a esta mensagem

  • 30/08/12 às 20h30
  • Por: Maria Flávia Dessiato

A leitura é uma viagem para o mundo da imaginação, portanto viajamos nesse mundo através dos livros, os interpretando e representando-os, e com isso meus alunos ao ouvir histórias participam da mesma, pois as leio paulatinamente e enfatizo cada parte através da representação dramática e oral. Entretanto os mesmos se sentem a vontade para comentar e se colocar no lugar da personagem, explorar o espaço, auxiliar os personagens no conflito da história, mudar o desfecho e como sempre criar um desfecho felizes para sempre. E as histórias são contadas com objetos, fantoches e com expressões corporais e oral.

Responder a esta mensagem

  • 31/08/12 às 16h30
  • Por: Ângela Michalski da Silva

Hoje saber ler de forma reflexiva é muito importante. Sou professora da rede pública e estamos sempre preocupados com a leitura, então, no coletivo de professores criamos um projeto de leitura, “A sacola mágica da leitura”, uma sacola simples de pano, que dentro contém literatura para a família (revistas, jornais, livros infantis...). Esta sacola está visitando cada uma das famílias das crianças do anos iniciais, há uma sacola para cada turma, além de realizar uma leitura em família é preciso registrar a passagem da sacola, podendo ser em forma de escrita, desenho, colagem, como a família achar melhor, também cada família faz um enfeite na sacola, prega um botão, uma fita, um fuxico... Tenho uma filha de quase 3 anos e percebo que nos imita o tempo todo, já reconhece uma porção de letras e faz associações com imagens do seu dia-a-dia, pois me as voltas com os livros o tempo todo, pensando nisto criamos a sacola, pra incentivar a leitura em família e obter melhores resultados na escola. Para o lançamento do projeto fizemos uma big festa com palhaços, dança, música, brincadeira, para com isso empolgar os alunos e pais. O projeto se encontra em andamento, o lançamento foi no inicio do 2º semestre, os resultados iniciais empolgaram.

Responder a esta mensagem

  • 13/02/13 às 11h30
  • Por: APARECIDA CONCEIÇÃO BENETOLLI

Primeiramente,lendo para eles perceberem que a leitra pode ser uma maneira de viajar pelo mundo da imaginação e da realidade,mostrando que através da leitura e possível conhecer vários lugares,em segundo com rodas de leituras,visitas a biblioteca da escola,E a mala viajante que o aluno leva para casa com 3 opções de livro para ler e voltando a escola contar como foi a leitura.

Responder a esta mensagem

Responder ao tópico

As opiniões divulgadas no Fórum são de responsabilidade dos usuários e não refletem os valores da Fundação Bunge.